Cerveja artesanal: por que é diferente?

 

Cerveja Artesanal: Por que é diferente?

A cerveja artesanal vem a cada ano ocupando mais lugares nas prateleiras dos grandes distribuidores, nos bares, na internet e nas geladeiras dos apreciadores de cervejas.

Não podemos negar que a cerveja é uma das maiores paixões do povo brasileiro, isso é um fato. Nós sabemos que as marcas mais conhecidas sempre dominaram o mercado. Mas será que isso é bom?

Durante muito tempo, muito tempo mesmo, tivemos poucas opções e variações de sabor, mas há alguns anos isso começou a mudar e pode ter absoluta certeza, não tem mais volta.

Mas uma cerveja artesanal é realmente diferente? Por que é mais cara que as industrializadas? Vamos conversar sobre isso, começando sabendo o que é uma cerveja artesanal.

O que é cerveja artesanal?

São cervejas com processo de produção diferenciado, com acompanhamento de perto pelo cervejeiro, o termo “cerveja artesanal” surgiu para diferenciar das cervejas industrializadas, pois a produção tem o foco na qualidade e não na quantidade, respeitando o tempo de todo processo.

Nas cervejas industrializadas, que são as mais conhecidas no mercado, como o foco é na quantidade, tem seus processos mais acelerados para sua produção em grande escala.

Os ingredientes usados na produção de uma cerveja artesanal também têm grande influencia no seu sabor diferenciado, o cervejeiro sempre busca os melhores ingredientes para alcançar a qualidade, sabor e aroma desejado.

Mas as diferenças não param por aí.

A expansão da cerveja artesanal

Na Europa e nos Estados Unidos, a cerveja artesanal já conquistou e continua conquistando admiradores fieis a muito tempo.

Segundo à ABRACERVA (Associação Brasileira de Cerveja Artesanal), em dez anos o brasil foi de 70 para 700 cervejarias, sem contar as que não possuem registro. Em 2018 cerca de 185 novas cervejaria foram abertas, um crescimento de 35%. (Fonte: Matéria Exame Abril)

Mesmo com o crescimento da cerveja artesanal no Brasil, muita gente ainda muito acostumada com cervejas industrializadas, estranham quando experimentam alguns dos diversos sabores do mundo da cerveja artesanal.

Um bom exemplo é quando dão um belo gole em uma cerveja IPA e vem aquele amargor que muitos não estão acostumados.

Mas quando as pessoas começam a descobrir e experimentar a quantidade enorme de estilos de cervejas artesanais, aí não tem jeito, não vai querer mais parar essa descoberta e experiência em tomar cerveja, vai tomar uma proporção que não imaginava.

Tipos de cerveja artesanal

Existem mais de 100 tipos de cervejas artesanais, são chamados de estilos, que estão divididos em 3 famílias de cervejas.

Famílias de cervejas

A primeira divisão entre as cervejas são as famílias, vamos conhecer quais são:

  • Ales (Cervejas de alta fermentação, seus sabores e aromas são mais variados)
  • Lagers (Cervejas de baixa fermentação, geralmente são mais leves e claras)
  • Lambics (Cervejas de fermentação espontânea, são complexas e sabores marcantes)
  •  

Divididos entre às famílias, tem os estilos de cervejas artesanais e são tantos que não tem como relacionar aqui para você.

Então vamos falar de alguns dos mais conhecidos.

Estilos de cervejas artesanais

  • Pilsen ou Pilsner, são as mais consumidas do mundo, leve e de coloração clara.
  • American Lager, são leves, bem neutras e refrescantes, sabor sem nenhum ingrediente que domine, bastante populares no Brasil. (Exemplos: Skol, Brahma, Budweiser, etc)
  • Stout, original da Inglaterra, são cervejas mais escuras, aroma de grãos torrados, café e chocolate.
  • Bock, são cervejas mais robustas e mais alcoólicas, com maior presença de malte.
  • Weiss ou Weizen, cervejas de trigo, refrescantes, aroma principalmente frutado.
  • IPA ou India Pale Ale, chama atenção por ser mais amarga, sabor intenso de lúpulo e elevado teor alcoólico.
  • Pale Ale, aroma e sabor de lúpulo suave, trazendo um amargor equilibrado.
  • Tripel, caráter mais complexo, suavemente condimentado.
  • Witbier, são bem claras e turvas, notas de coentro e casca de laranja.
  • Helles, são cervejas de baixo amargor, com destaque para o malte.

E por aí vai, é estilo que não acaba mais.

Harmonizações de cervejas artesanais

Conceito

Harmonização: harmonia entre o alimento e a cerveja artesanal, de forma que o sabor oferecido pela combinação dos dois seja ainda melhor do que cada um consumido individualmente. Para descobrir as melhores combinações, é necessário prestar atenção às características de cada parte e ao efeito que uma tem sobre a outra. O Alimento e a cerveja devem estar simultaneamente na boca e devem apresentar intensidades iguais. (Fonte. Apostila ICB).

Formas de harmonizações para cerveja artesanal

Por Equilíbrio

Seria combinar “força” com “força”, cervejas mais leves com pratos mais suaves ou cervejas mais intensas pedem também pratos mais potentes.

  1. Observe na cerveja: teor alcoólico, caráter do malte, tosta, amargor, doçura, corpo, acidez.
  2. Observe no alimento: gordura, dulçor, métodos de cocção (assado, frito, grelhado), temperos e condimentação.

Exemplos de combinaçõesPeixes brancos suaves com cervejas dos estilos PilsenKölsch ou Witbier e Joelho de porco com cervejas dos estilos Bock ou Weizenbock.

Por Semelhança

São combinações principalmente por semelhança de aromas e sabores.

Exemplos de combinações por semelhançaFrango assado com cerveja estilo Vienna Lager, pois tem suves notas caramelizadas em ambos. Petit Gateau com cervejas estilo Stout, ambos tem notas de cacau e chocolates.

Por Contraste

Considere elementos contrastantes, porém nenhuma das partes deve sobrepor a outra, busque equilibrar.

Gordura, alcoól, carbonatação, doçura e acidez, são algumas características da cerveja e do alimento que podem combinar de forma mais previsíveis, mas nem todas são assim.

Alimentos gordurosos podem ser contrastados por amargor, teor alcoólico mais alto, acidez e carbonatação.

A doçura das sobremesas pode ser contrastada pela acidez ou pelo amargor.

Dicas de harmonização

Harmonização cervejas e queijos

Cervejas artesanais e queijos

Uma das mais deliciosas harmonizações com cervejas, veja as dicas e não perca oportunidade.

  1. Queijos mais suaves, com cervejas mais leves, essa é a melhor maneira de começar.
  2. As cervejas escuras vão muito bem com os queijos duros.
  3. Água sempre durante a degustação, para limpar o paladar e ajuda a amenizar os efeitos do álcool.
  4. Queijos fortes, com cervejas também fortes, com teor alcoólico maior e mais amargor.

Sugestões de queijos e estilos de cervejas:

  • Parmesão com cervejas dos estilos Stout, Porter, Doppelbock e Strong Ale.
  • Mussarela com estilos Weizen e Witbier, os queijos ricota e mussarela de búfula também combinam deliciosamente.
  • Gorgonzola com cervejas dos estilos Tripel, Belgian Strong Ale, Strong Scotch Ale e Imperial Stout.
  • Queijos Gouda e Emmental, com os estilos Brown Ale, Pale Ale, Brond Ale e Dunkelweizen.
  • Cheddar vão muito bem com as cervejas IPA’s.

Cervejas artesanais e embutidos

É uma das harmonizações mais clássicas e podemos afirmar, existem maravilhosas e deliciosas combinações entre cervejas e embutidos, mas o ideal é praticar, pois a variação de sabores dos dois lados é enorme.

Seguem algumas sugestões:

  • Peito de peru e frango, com cervejas dos estilos American Red Ale, Vienna Lager e Weizenbier.
  • Salames com cervejas Bock, American Brown Ale e Märzen.
  • Salmão defumado com estilos Saison e American Pale Ale.
  • Copa com cervejas dos estilos Dubbel, Weizenbock e Robust Porter.
  • Lombo Canadense com cervejas Dunkel.

O que mais importa no mundo das cervejas artesanais, é experimentar, beber o que você tiver vontade, não tem regras que precise seguir, descubra os sabores que vocês gosta, tenha experiencias com a variedade que esse mundo te proporciona.

E o mais importante, tenha bons momentos com quem gosta ou só você e uma bela cerveja.

No nosso shopping da cerveja artesanal brasileira tem tudo para que seus momentos com a cerveja, sejam cada vez melhores. Principalmente cervejas de ótima qualidade, além de copos, porta tampinhas, acessórios e muito mais!

Ir para o shopping.

Viva a cerveja artesanal brasileira!

Equipe Malte Brasil.